08 fevereiro, 2012

00:09

Em que margem de ti posso dar com a certeza de receber?
Desconheço puramente o significado de algo correspondido.
Talvez seja este o momento de me perder para encontrar o que busco.
Lembra-te, esperar é mais difícil quando estamos sozinhos.
Será que as águas agitadas do teu cais ainda chamam pela minha proa?

tua,
B.

Sem comentários:

Enviar um comentário